XVI Bienal Internacional do Livro Rio tem mais quatro autores estrangeiros confirmados

Bienal do livro 2013Sylvia Day, Matthew Quick, Will Gompertz e Emma Donoghue estarão no evento em agosto, confirmando a diversidade da programação cultural

A XVI Bienal do Livro Rio acaba de confirmar a vinda de mais quatro escritores ao Brasil entre 29 de agosto e 8 de setembro: os americanos Sylvia Day e Matthew Quick, o inglês Will Gompertz e a irlandesa Emma Donoghue, nomes que ressaltam a variedade apresentada pelo evento. Em um cenário que oferece espaços e atrações diversificadas, que une diversão e conteúdo de qualidade, o resultado é um evento com o objetivo de atrair todos os perfis de leitores.

Sylvia Day, responsável por dois dos livros mais vendidos em 2012, Toda sua e Profundamente sua, lança em junho o esperado Para sempre sua (Editora Paralela), que encerra a trilogia adulta “Crossfire”.

Matthew Quick escreveu O lado bom da vida (Intrínseca), romance que acumula mais de 100 mil exemplares comercializados no Brasil, em apenas quatro meses. A obra foi adaptada para o cinema no filme homônimo, que, com oito indicações ao Oscar deste ano, deu o prêmio à atriz Jennifer Lawrence.

Já Will Gompertz é um dos mais prestigiados nomes britânicos ligados ao mundo das artes plásticas: atuou por sete anos como diretor do Tate Gallery, em Londres, e atualmente ocupa o cargo de editor de arte na BBC, onde escreve, produz e apresenta programas sobre o tema. Dele, a Zahar lança Isso é arte?, em julho.

Emma Donoghue, por sua vez, dramaturga e prosadora, tendo também publicado quatro livros relacionados à história da literatura, foi finalista do Man Booker Prize em 2010 com o romance Quarto (Verus).

Com eles, a XVI Bienal do Livro Rio já tem 12 autores confirmados. Os anunciados anteriormente são Nicholas Sparks, um dos mais lidos no mundo por meio de títulos como O melhor de mim (Arqueiro); Emily Giffin, grande expoente da chamada chic lit, que lançou recentemente Presentes da Vida (Novo Conceito); Allan Percy, do sucesso de Nietzsche para estressados (Sextante); James C. Hunter, do fenômeno O monge e o executivo (Sextante); Javier Moro, que escreveu, entre outros, O sári vermelho (Planeta); Cheryl Strayed, do autobiográfico Livre (Objetiva), um dos livros mais celebrados em 2012 nos EUA; Mary Gabriel, biógrafa de Karl Marx em Amor e capital (Zahar); e Francine Prose, autora de Anne Frank — A história do diário que comoveu o mundo (Zahar).

Com uma programação cultural desenvolvida para aproximar ainda mais o público do universo literário, a Bienal aposta em ambientes de interação com os leitores e prepara uma grade de atividades diversificada e dinâmica. Este ano, além de espaços já tradicionais como o Café Literário, o Mulher e Ponto e o Conexão Jovem, a programação cultural terá novidades como o Placar Literário, dedicado à literatura de futebol, o Acampamento na Bienal, com foco na tecnologia e na literatura de convergência, e o Planeta Ziraldo, homenagem lúdica ao autor que, presente a cada edição, se tornou parte indissociável do evento.

A XVI Bienal do Livro Rio acontece entre 29 de agosto e 8 de setembro, no Riocentro.

Anúncios


Categorias:Bienal do Rio, Literatura, Livros

Tags:, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: