Crítica – “Muito Barulho Por Nada”

muitobarulhopornada3Muito Barulho Por Nada (Much Ado About Nothing, 2013) novo longa do diretor Joss Whedon (Os Vingadores) adaptado da peça homônima de Shakespeare pode ser definida tanto como algo completamente diferente feita pelo diretor como algo que já estamos acostumados a ver nos seriados antigos de Joss, afinal de contas o diretor como fã de Shakespeare chegou a adaptar muitos de seus episódios com cenas e diálogos que lembram Shakespeare. Os fãs da série Angel devem lembrar do amor condenado de Wesley e Fred (Alexis Denisof e Amy Acker) na quinta temporada da série onde ambos morrem. E na época em que o diretor filmava as séries Buffy, A Caça Vampiros e Angel, ele costumava levar alguns dos atores das séries para sua casa onde fazia leituras de Shakespeare com eles. Durante essas leituras algumas revelações foram feitas, como o talento de Amy Acker para papéis mais densos que acabou fazendo dela a estrela da quinta temporada ao encarnar a deusa Illyria após a morte da doce e encantadora Fred.

Em Muito Barulho Por Nada, Joss traz Amy Acker e Alexis Denisof novamente como o casal de protagonistas mas agora com um teor mais cômico do que seus personagens anteriores. Aliado a eles, ele ainda traz atores de outras séries de sucesso feitas pelo diretor como Nathan Fillion (Firefly), Fran Kranz (Dollhouse), Tom Lenk (Buffy), Sean Mayer (Firefly), Reed Diamond (Dollhouse) alem de Clark Gregg (do aclamado filme do diretor, Os Vingadores).

Muito-Barulho-Por-Nada-03-615x309Filmado na casa do diretor durante 12 dias em 2011 totalmente em preto e branco e usando o diálogo original da peça de Shakespeare, o filme mistura um pouco do moderno com o antigo presente no texto original e o estilo pb da filmagem  com a fotografia de Jay Hunter deu um tom noir ao filme, mesmo se passando nos dias atuais.Os atores trouxeram os próprios figurinos que foram usados na produção do filme.

No longa nos divertimos com os personagens do filme Claudio (Fran Kranz), Hero (Jillian Morgese) e Leonato, governador de Messina, (Clark Gregg) que arquitetam um plano para juntar Beatrice (Amy Acker) e Bennedict (Alexis Denisof) que não suportam um ao outro. Benedict chega acompanhado de Claudio após voltar da guerra de onde fez a  prisão de Don John (Sean Mayer), irmão de Don Pedro (Reed Diamond) que chegam a Messina após Don Pedro vencer Don John na guerra. Ao mesmo tempo em que Claudio se apaixona por Hero, a filha de Leonato e prima de Beatrice, que com sua língua afiada só faz menosprezar Bennedict.

muitobarulho-tomnathanSabendo que tanto Benedict quanto Beatrice estão apaixonados um pelo outro mas são cabeças duras demais para admitir, Claudio, Hero e Leonato bolam um plano para juntar o casal teimoso. Em cenas cômicas que são Joss Whedon puro como conhecemos de suas séries mais famosas, vemos o casal de protagonistas lidar com o amor e de que talvez sejam correspondidos um pelo outro ao mesmo tempo em que Don John tenta difamar Hero aos olhos de Claudio.

Nathan Fillion (Dogberry) e Tom Lenk (Verges) interpretam uma dupla de policiais hilariantes que apesar de terem um papel menor que os dos outros personagens, são os  responsáveis por algumas das cenas mais cômicas do filme. E sem dúvida nenhuma são a melhor versão dos personagens de todas as adaptações feitas até o momento.

movies-much-ado-about-nothing-alexis-denisof_1Alexis Denisof parece ter voltado aos seus tempos de Buffy, já que ele está completamente à vontade com as cenas cômicas que o personagem tem no filme assim como nas mais dramáticas, mas são nas cenas cômicas que o personagem tem mais destaque. Mas não é surpresa nenhuma afinal o ator sempre teve um grande destaque em Angel, mesmo sendo um personagem coadjuvante que veio inicialmente para morrer depois do seu segundo episódio em Buffy mas acabou cativando o público que acabou sendo convidado para ser um dos personagens principais de Angel. Prova que talento ele tem e de sobra.

182599-130713-rev-adoCom Amy Acker não foi diferente. Assim como Alexis, ela também se destacou em Angel, e chegou a atuar novamente em outra série de Joss em Dollhouse, E Tanto ela como Alexis já haviam feito Shakespeare antes das leituras na casa de Joss. Amy inclusive já havia atuado como Hero em outra produção de Muito Barulho Por Nada enquanto Alexis já havia feito o papel de Teobaldo de Romeo & Julieta para o teatro. A sua interpretação de Beatrice no filme, deu a personagem um ar mais moderno mas com o mesmo vigor, sarcasmo alem da língua afiada que conhecemos de outras interpretações.

josswhedon-amyackermuchado

A direção de Joss Whedon mais uma vez se mostrou competente no que diz respeito a  produções sejam elas para a TV ou Cinema  sendo grandes ou pequenas, e não foi diferente com Muito Barulho Por Nada onde o diretor pode explorar novas nuances dos personagens já imortalizados por William Shakespeare. Ele mostra que é possível misturar os diálagos de Shakespeare aos dias atuais afinal de contas Whedon escolheu por deixar o diálogo original em vez de adaptá-lo.

Muito Barulho Por Nada estreia nos cinemas no dia 23 de agosto e está sendo distribuido pela H2O Filmes.

Anúncios


Categorias:Últimas Notícias, Cinema, Críticas

Tags:, , , , , , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: