“Trabalho do escritor é de muita luta e sempre maravilhoso saber que valeu a pena”, diz Tammy Luciano.

tammy-lucianoTammy Luciano é atriz e autora. Antes de adentrar ao mundo da literatura participou de diversas peças teatrais como atriz.

Morou em Washington, DC, nos Estados Unidos, onde trabalhou na Idea Television. Também foi colunista na revista Encena Brasil. Além de estudar roteiro e teatro no Montgomery College.

De volta ao Brasil, como jornalista passou a escrever a coluna Vivendo a Vida, no JB Online, e trabalhou como editora de texto da produtora independente Arte e Fato. Continuou a trabalhar como atriz, além de dar aula de teatro na Casa dos Artistas, em Jacarepaguá, Rio de Janeiro. Trabalho como apresentadora e roteirista.

Seu primeiro livro foi a biografia da modelo Fernanda Vogel, que escreveu enquanto continuava com seus outros trabalhos. Lançando seu segundo livro ‘Novela de Poemas’ na mesma época que dirigiu o espetáculo ‘Milagrosa dos Tempos’. Continuou escrevendo peças, mas o gosto pela literatura não acabou e escreveu um terceiro livro, ‘Garota Inferno Azul’.

Quando Tammy Luciano foi convidada a integrar o Grupo Novas Letras, ao lado dos escritores Enderson Rafael, Fernanda França, Leila Rego e Patrícia Barboza, passou a se dedicar amplamente a divulgação da Literatura Nacional. Divulgando seu quarto livro ‘Sou Toda Errada’, pelo país participando de Feiras de Livros e Bienais.

Sua dedicação a levou ao ‘Programa do Jô’ e a um novo livro. ‘Garota Replay’ foi lançado pela editora Novo Conceito, sendo a primeira escritora brasileira do Selo Novo Conceito Jovem, sua atual editora.

Tammy Luciano será uma das autoras que participam da Bienal do Livro do Rio de Janeiro, no Riocentro, presentes no estande da Editora Novo Conceito. Ela irá autografar o livro ‘Garota Replay’, junto com seu novo romance, ‘Claro Que Te Amo! – A felicidade pode chegar quando mais esperamos’, confirmando ao Tabula Rasa, além de ceder uma entrevista exclusiva, que estará diariamente na bienal carioca.

 TABULA RASA: O que te levou ao mundo a literatura? Qual a sua motivação?

TAMMY LUCIANO: Não escolhi ser atriz e escritora por dinheiro. Nem deu tempo de pensar no lado financeiro. Comecei fazendo teatro ainda criança. Depois fui estudar Artes Cênicas, fiz faculdade de jornalismo e quando vi tinha me tornado escritora. Eu amo minha carreira do jeito que ela é, atuando, escrevendo, criando… O dinheiro, quando chegou, eu já tinha trabalhado uns 15 anos sem ganhar bem. Amo demais o que eu faço. Minha maior motivação é poder me comunicar com as pessoas. Gosto demais da ideia de poder conhecer leitores, me apresentar em peças de teatro, criar histórias, passar mensagens.  Agora o que me levou a tudo isso, certamente foi o incentivo dos meus pais me dando livros desde cedo.

 TABULA RASA: Você escreve somente quando inspirada? Como exatamente funciona seu processo criativo? Como constrói seus personagens e histórias?

TAMMY LUCIANO: Atualmente, como tenho um contrato com a minha editora e preciso produzir, eu escrevo todo dia de segunda à sexta. No final de semana, eu paro. Minha rotina começa de tarde e vai até de madrugada. É de madrugada também que gravo meus vídeos, para o Canal Tammy Luciano. Além de escrever os livros, eu cuido pessoalmente das minhas redes pessoais e do meu site, o tammyluciano.com.br

A personagem chega sempre de maneira forte. Imagino uma pessoa, alguém que quero contar sua história. E aí, escrevo em um caderno as ideias iniciais. No mesmo caderno, conto o que acontece com a personagem, quem são as pessoas que estão perto dela, a trama em si… Depois disso, começo a escrever os capítulos. Algumas coisas mudam pelo caminho, mas eu vou me guiando pelas primeiras anotações preliminares e mergulho na história, pensando que estou contando ao meu leitor algo muito especial.

 TABULA RASA: Tem algum personagem especial em suas histórias, tipo um favorito?

TAMMY LUCIANO: Cada livro é um marco e minhas protagonistas são muito marcantes, até por fazerem parte de épocas únicas da minha vida. ‘Fernanda Vogel na Passarela da Vida’ é uma biografia e a modelo Fernanda Vogel, que eu nunca conheci ao vivo, se tornou alguém que fez parte dos meus dias. ‘Novela Poemas’ são poesias muito minhas, a personagem é uma Tammy que se entrega nas palavras. Lembro demais de fases da minha vida com esse livro. Em ‘Sou Toda Errada’, a Mila é uma vilã e eu amei ter uma protagonista que não fosse boazinha. Em ‘Garota Replay’, tanto a Thizi como a Replay são importantes, eu tenho um pouco das duas e de nenhuma delas. Foi um livro que me ajudou a refletir sobre mim mesma e minhas escolhas. E, agora, vem ‘Claro Que Te Amo!’ que espero que os leitores adorem a Piera da mesma maneira que amei escrever sua história.

 TABULA RASA: Tem um gênero favorito, ou escreve de acordo com o tipo de história que quer contar?

TAMMY LUCIANO: Eu gosto muito de história de amor, mas ‘Sou Toda Errada’, por exemplo, fala do anti-amor, da paixão paranoica, do desencontro, então eu vou muito pelo que  me encanta naquele momento. ‘Claro Que Te Amo!’ tem um cunho familiar muito forte, vai mexer muito com os sentimentos dos leitores, eu estava querendo falar disso no momento em que escrevi. O amor entre os personagens é encantador. Agora algumas pessoas julgam ou tentar julgar a literatura da gente. Não ligo quando dizem que sou Chick-Lit, literatura Mulherzinha, eu curto esse gênero, então não me ofende. Também não tenho problema para ser literatura de entretenimento. Por que música pode divertir e livro as pessoas acham que é ofensivo se tiver esse caráter? Eu adoro a ideia de um livro meu ser companhia para distrair alguém.

TABULA RASA: Como lida com as críticas? Acredita que independente de críticas, o que importa é a conquista de fãs, quando o assunto é vendas de livros?

TAMMY LUCIANO: Quando você escreve um trabalho público tem que ser forte ou pelo menos tentar. Eu já recebi críticas ruins e críticas ótimas do mesmo livro. Superei. Tanto a negativa, de levantar a cabeça, quanto a positiva, porque elogio demais atrapalha o ego. Então, vou seguindo com as minhas certezas e uma delas é que será impossível agradar todo mundo. Agora, claro, escritor adora acertar em cheio o coração do leitor. O comentário sobre seu livro tem mais força do que anúncio em revista. Eu mesma já comprei livro porque algum amigo me disse ser imperdível.

 TABULA RASA: Como foi escrever o livro ‘Fernanda Vogel na Passarela da Vida’?

TAMMY LUCIANO: Emocionante! Me Transformou de dentro para fora. Na época, o assunto do acidente era muito forte e escrever o livro me fazia carregar o peso da expectativa das pessoas. Resolvi dar o meu melhor. Entrevistei 55 pessoas, procurei ser o mais neutra possível e usar o meu lado mais jornalista sem romancear a vida da Fernanda. A Fernanda conquistou não só a mim, mas os leitores que puderam conhecer sua vida. E o mais importante foi a mensagem que conquistou tanta gente: aprender a transformar dor em amor. Tanta gente apegado à bobagens. Precisamos viver a vida de maneira mais intensa e feliz, curtindo os pequenos momentos que nem sempre são valorizados. O bom é que até hoje leitores me procuram para falar do livro, a Fernanda certamente recebe esse carinho.

 TABULA RASA: Você escreveu também ‘Novela de Poemas’, ‘Sou Toda Errada’ e ‘Garota Replay’? Pode falar um pouco deles?

TAMMY LUCIANO: A carreira do autor se faz assim, cada passo em cada livro, cada leitor que chega. Em ‘Novela de Poemas’, eu vivi uma felicidade única esgotando o livro na Bienal 2005. Foi bem inesperado e eu amei estar ali em uma feira tão importante, quando eu ainda tinha pouca experiência com publicação. ‘Sou Toda Errada’ foi o livro que me apresentou para os leitores da internet. Eu ainda era de editora pequena, então usei as redes sociais e os eventos para me apresentar para as pessoas. Muitos leitores chegaram nessa época. ‘Garota Replay’ foi meu primeiro livro da Editora Novo Conceito e eu adorei aprender sobre o mercado literário como gente grande. Foi bem especial saber que meu livro estava chegando para o Brasil todo. O trabalho do escritor é de muita luta e sempre maravilhoso saber que valeu a pena.

Anúncios


Categorias:Anny Lucard, Últimas Notícias, Bienal do Rio, Entrevistas, Literatura, Livros

Tags:, , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: