“Não consigo abrir mão da sensibilidade em nenhum momento da minha vida”, afirma Thayane Gaspar.

ThayaneGaspar_princesa-de-geloThayane Gaspar é o tipo de autora que gosta de escrever ao ar livre, inclusive dentro de ônibus, para assimilar o ambiente a sua volta e suas rotinas.

A autora começou a escrever contos e numa época em que deveria estar rompendo seus relacionamentos com os brinquedos, mas por já ter o hábito da leitura, sua mente criativa a levou ao mundo das letras.

Facinada por romances, em especial por aqueles onde o casal não fica junto no final, ainda tentou ser compositora quando criança, mas logo percebeu que o que escrevia era feito para ler, não cantar. Então aos 14 anos começou a escrever uma história e por fim assustou-se ao perceber que tinha um livro, caso um dia a publicasse.

A jovem autora Thayane Gaspar abraçou a vocação e em entrevista exclusiva ao Tabula Rasa fala um pouco de seu trabalho. Ela estará na Bienal do livro autografando, estande da Editora MODO, Pavilhão Verde, Rua P14.

 TABULA RASA: O que despertou seu interesse na literatura? Por que se tornar uma escritora?

THAYANE GASPAR: Eu sempre tive uma relação de afinidade muito grande com a literatura, mas teve um momento da minha vida que apenas ler não estava me saciando mais. Foi nesse momento que eu percebi que eu precisava escrever.

TABULA RASA: Você iniciou sua carreira nas letras escrevendo contos. Chegou a publicar algum, ou já partir para a publicação de romance?

THAYANE GASPAR: O primeiro conto publicado saíra ano que vem. Eu escrevia contos mas nunca os achava bons o suficiente para uma publicação. Depois que meu livro foi publicado, eu percebi que essa insegurança e autocrítica sempre estariam presentes no meu trabalho, eu apenas parei de dar ouvidos a elas.

TABULA RASA: Escreve somente quando inspirada? Como exatamente trabalha na criação de suas histórias e personagens? Tem um gênero favorito para escrever?

THAYANE GASPAR: Sim, eu ainda tenho uma ideia muito romântica sobre a vida de um escritor que ainda não foi corrompida pela técnica. Eu só escrevo quando estou inspirada. Os personagens parecem vir como um pacote nas histórias, eles são parte delas e já vêm incluídos. Eu adoro romances, mas não importa o gênero, eu adoro escrever e fazer reflexões e aprofundar todos os sentimentos. Todos os meus livros são intensos.

 TABULA RASA: Com a febre vampiresca, livros de conteúdo fantástico sobrenatural dos mais variados ficam populares a cada ano? Você escreveu um romance, onde há a menção de feitiços, magias, poções e coisas que envolveria Bruxaria, o ‘Princesa do Gelo’. Isso seria no sentido metafórico ou é uma romance sobrenatural?

THAYANE GASPAR: É totalmente metafórico, meus livros são sempre trabalhados com muitas metáforas para serem lidos com sensibilidade. ‘Princesa de Gelo’ é um livro que apresenta ao leitor o universo angustiante de uma adolescente que quer e precisa controlar tudo em sua vida. Uma adolescente que ainda não sabe quem é ou qual é seu lugar no mundo, mas já é cobrada por pessoas que possuem uma certa expectativa sobre ela. É um romance que fala sobre o suicídio de jovens, e a recuperação da personagem através da escrita.

ThayaneGasparTABULA RASA: Tem algum personagem favorito em ‘Princesa do Gelo’?

THAYANE GASPAR: Que pergunta difícil! Apesar de amar todos eles, a Alessa, personagem principal, é minha grande paixão. E o motivo é a sua dualidade. Eu invejo sua força e sua segurança quando ela expressa sentimentos brutos, espontâneos e quando sua personalidade aflora. Mas admiro a sensibilidade, a insegurança pueril, e ingenuidade de alguém que viveu tão pouco e tem tanta vivência ao mesmo tempo.

TABULA RASA: Acredita que independente de críticas, o importante é conquistar fãs, criar um fandom, quando o assunto é vendas de livros? Como lida com as críticas?

THAYANE GASPAR: Eu achava que sim, no começo, há um ano atrás. Mas cada dia eu perco mais fãs/leitores e ganho mais amigos. E isso torna as críticas o que elas deveriam ser: uma maneira de zelar o trabalho de alguém. Eu recebo dicas, elogios e críticas de uma maneira tão carinhosa deles e isso é  essencial para o meu aprendizado como escritores.

Mas já tive alguns problemas com críticas muito pesadas no passado, eu sou sensível para tudo, não só para escrever, e não consigo abrir mão da sensibilidade em nenhum momento da minha vida.

 TABULA RASA: Na Bienal RJ irá autografar ‘Princesa do Gelo’ e também lançará ‘Mitral – O Esconderijo do Mundo’. Seu segundo livro pela Editora MODO também segue a linha do primeiro? Tem alguma ligação com o primeiro livro, ou são histórias independentes?

THAYANE GASPAR: São histórias independentes, muito diferentes e esse motivo me deixa extremamente nervosa!

Um é a reflexão sobre a conduta humana e a nossa cultura de acomodar sentimentos dentro da gente. Mitral narra o antes, o durante e o depois de uma guerra quase apocalíptica através de uma família. Cada membro da família representa um signo: a justiça, a sensibilidade, a inteligência e a observação. E a guerra é sentida por essa família sob pontos de vistas diferentes dando uma panorâmica assustada e devastadora ao leitor do que é estar no meio de uma guerra e ter que lutar pela sua sobrevivência e pela sobrevivência do que está dentro de você.

Anúncios


Categorias:Anny Lucard, Últimas Notícias, Bienal do Rio, Entrevistas, Literatura, Livros

Tags:, , , , ,

2 respostas

  1. Obrigada pela oportunidade e carinho!!!

  2. Muito Bacana a entrevista. Thayane Gaspar é uma pessoa incrível e super talentosa. Estou lendo o seu livro “Princesa de Gelo” e tenho percebido que sua narrativa é tão bem construída que chega a ser uma poesia. Parabéns ao blog pela iniciativa e parabéns a Thayane pelo talento!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: