Em setembro, celebridades homenageiam Mônica, de Mauricio de Sousa, no Cartoon Network

Monica-ano-dentucaDedicado especialmente a Mônica, o mês de setembro no Cartoon Network promete muita diversão com maratona, episódios inéditos e especiais em torno do personagem e sua turma, além de várias participações ilustres. Neymar, Marcelo Tas, Danilo Gentili, Marco Luque, KLB, Gusttavo Lima, entre outros, irão surgir na tela do canal com saudações e lembranças de sua relação afetiva com a dentuça mais querida da TV e dos quadrinhos. 

Cada um fez questão de registrar sua admiração. “Eu acabei sendo alfabetizado pelos gibis do Mauricio de Sousa antes mesmo de ir para a escola, então tenho a maior gratidão pelo trabalho dele”, afirmou Marcelo Tas, que foi acompanhado pelos filhos Miguel e Clarice, ambos também apaixonados por Mônica e companhia. 

Ainda segundo o apresentador, o que mais o fascina no universo da “Turminha” são a beleza e a simplicidade das estórias. “Elas podem acontecer em qualquer canto do mundo, mas ao mesmo tempo são muito brasileiras. Essa habilidade narrativa é rara.” 

Danilo Gentili, que para as câmeras contou sobre seu engraçado primeiro encontro com o desenhista, longe delas ressaltou a importância da Mônica em sua formação. “Foi meu primeiro contato com o humor e, sem dúvida alguma, me influenciou para começar a fazer comédia.” Influências à parte, a relação de Gentili com o personagem e seus colegas do Bairro do Limoeiro vai além. “Eu me identifico com alguns deles: com o Cebolinha, porque meu cabelo é difícil de pentear; com o Cascão porque não gosto de tomar banho; e com a Mônica, porque falam que eu estou sempre com a mesma roupa.” 

Já Marco Luque, que contou sempre ter tido simpatia com o Louco, foi outro a enxergar na Turma da Mônica algumas raízes do seu trabalho atual como comediante. “A capacidade de manter o mistério, a curiosidade das pessoas sobre cada um dos personagens é uma das bases de todo bom roteiro, dos filmes e também do stand up comedy.” 

Com a intimidade de quem lembra ainda hoje as falas e a trilha do filme A princesa e o Robô (1983), os integrantes do KLB apontaram a inocência como o aspecto mais importante dos desenhos da Mônica. Mas todos, sem exceção, enxergam a universalidade como um dos motivos que explicam o sucesso das estórias nestes 50 anos de vida.  

Influenciado pela escola americana dos quadrinhos, Mauricio de Sousa confirma que “chegar” a todos foi desde o início uma preocupação. “O que eu não imaginava é que ela (A Turma da Mônica) iria se tornar também um elemento de alfabetização e educação para milhões e milhões de brasileiros”, afirmou o desenhista, orgulhoso, ao lado da filha e inspiração maior. 

Além do criador e seus fãs famosos, várias crianças também participaram da produção. Serão cerca de 20 depoimentos, exibidos ao longo de todo o mês de setembro na programação do canal.  

Anúncios


Categorias:Últimas Notícias, Literatura, Quadrinhos, TV

Tags:, , , , , , , ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: